União deve abrir mão de receita

Senador Wilder Morais entre os deputados federais Heuler Cruvinel e Ronaldo Caiado

Um grande número de prefeitos e vereadores goianos participou ontem, 9, de uma reunião com deputados federais e senadores goianos, ocorrida no Congresso. Os gestores municipais, que estavam na Capital federal para participar da 16ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, foram cobrar mais repasses da União, mas antes tiveram um encontro com a bancada federal.

O senador Wilder Morais (DEM-GO), no uso da palavra, salientou a importância da movimentação de todos os prefeitos do Brasil em busca de mais recursos. Segundo o parlamentar, “a União precisa realizar um novo Pacto Federativo, pois assim os prefeitos conseguiram realizar uma administração de qualidade nos municípios que representam”.

Wilder destacou a causa das manifestações populares nas ruas está relacionada à falta de políticas públicas nas cidades, que não acontece justamente por escassez de recursos nos cofres dos municípios. “O grito das ruas é protesto por mais qualidade na educação, na saúde, é por mais segurança”, diz o senador. Wilder citou que o governo federal “parece não estar entendendo o que o grito das ruas está pedindo”. Para ele, ao priorizar as discussões sobre reforma política, no caso realização de um plebiscito, “o governo dá as costas às coisas básicas que o povo pede, coisas estas que não precisam de nenhuma reforma para serem realizadas.”

O senador entende que a solução para a crise enfrentada pelos municípios só será eliminada se a União abrir mão do grande volume de recursos que lhe toca no bolo tributário. “Não há como estados e municípios realizarem uma administração de qualidade com apenas 28%.”