Wilder quer destravar obras paralisadas em Anápolis

postado em: Notícias | 0

Destravar as grandes obras paralisadas na cidade de Anápolis. Essa foi uma das propostas do secretário de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Wilder Morais, durante visita à cidade nesta quarta-feira (20). Wilder se encontrou com Anastacios Apostolos Dagios, presidente da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (ACIA) e do Comdefesa-GO e com vários empresários e autoridades do município.

Em duas semanas à frente da SIC, Wilder Morais tem feito vários contatos com empresários, reuniões com investidores interessados em vir para Goiás e traçado metas e planos para alavancar a economia do Estado. Na cidade de Anápolis ele visitou duas grandes obras de responsabilidade do Governo Goiano que estão paralisadas, o Aeroporto de Cargas e o Centro de Convenções.

Segundo o secretário Wilder, a partir de agora ele vai definir as primeiras ações para concluir essas obras, observando o que a população e os empresários desejam. Wilder disse que fará estudos para ver a viabilidade jurídica e econômica da sugestão para se implantar no Centro de Convenções um Parque Tecnológico, ideia que ele considerou bastante interessante.
“Faremos todo esforço possível para achar o caminho jurídico para fazer essa parceria. O Centro de Convenções é uma obra muito grande e com um custo muito alto. Se nós temos parceiros que querem ajudar, com certeza o governo do Estado fará essa análise sobre a parceria. O governador Caiado, como anapolino que é, quer destravar todas essas obras na cidade de Anápolis”, falou Wilder.

O Centro de Convenções de Anápolis está numa área de 32 mil metros quadrados e consumiu R$ 139,5 milhões dos cofres do Estado, sendo inaugurado em abril de 2018, porém está inutilizado desde então. Já o Aeroporto de Cargas, obra ainda inacabada, teve custos de R$ 350 milhões e está paralisado em razão de problemas ambientais, apurados por órgãos de fiscalização.
O secretário também esteve no local onde será construída a Plataforma Multimodal, que são grandes centrais de inteligência que combinam multimodalidade (vários tipos de transporte), telemática e otimização de transportes e frete, estrutura fundamental para assegurar o processo de crescimento e industrialização de Anápolis.

Wilder ainda participou da 63º reunião ordinária da ACIA. Dentre vários assuntos tratados, um dos principais foi a retomada do desenvolvimento de Anápolis, ponto fundamental para o crescimento da cidade, através do funcionamento do Centro de Convenções, do Aeroporto de Cargas, da Plataforma Multimodal, do Porto Seco e da Ferrovia Norte Sul.
“Temos do lado do Aeroporto de Cargas a Plataforma Multimodal. Temos a Ferrovia Norte-Sul e o Porto Seco. O que precisamos fazer agora é um estudo mais amplo para permitir a integração de todos os atores que estão lado a lado. Em todos esses projetos temos um diferencial, a transparência. E faremos o projeto com as pessoas que vivem aqui. Vamos pensar em todas as etapas de um projeto dessa magnitude para que efetivamente elas possam cumprir o seu papel, que é fazer Anápolis crescer ainda mais”, disse Wilder.