Porto de Itaqui, no Maranhão, é opção para exportação de produtos goianos

postado em: Artigos | 0

O secretário Wilder Morais desembarcou nesta quarta-feira (16) em São Luís, no Maranhão, para conhecer o Porto de Itaqui, um dos maiores do Brasil. Wilder foi buscar informações e conhecer toda a estrutura do porto, que tem instalações para grãos e carnes, ideais para receber a produção goiana. Segundo o secretário, essa visita é importante para preparar Goiás para o início das atividades da Ferrovia Norte-Sul, modal de transporte que será responsável para levar mercadorias goianas até o porto e de lá para outros países.

“Logo a Norte-Sul entrará em funcionamento. E o que nós podemos transportar nos trilhos até Itaqui? O que o porto pode receber de Goiás? Então, essa visita tem esse objetivo, conhecer e prospectar todas as possiblidades e informações para levarmos ao empresário goiano que for utilizar a ferrovia”, disse o secretário.
De acordo com o secretário, o Porto de Itaqui tem grandes instalações para receber grãos, derivados da soja, além de carnes e produtos industrializados. Wilder visitou todo o complexo do porto e disse ter ficado impressionado com a estrutura, que está pronta para receber também minério.

“Temos várias missões dadas pelo governador Ronaldo Caiado. E ajudar os empresários goianos a exportarem mais, com custo menor, é uma delas. E faremos isso através da Ferrovia Norte-Sul, que entra em funcionamento muito em breve”, informou Wilder.
Ainda de acordo com Wilder, o Porto de Itaqui é o segundo maior do País. E poderá ser o maior em breve. Além de receber produtos derivados de animais, o porto do Itaqui recebeu recentemente habilitação pelo Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) para fazer a movimentação de gado vivo.