Palestra sobre história de vida lota espaço de Senador Canedo

postado em: Notícias | 0

Reportagem publicada no jornal Diário da Manhã — 26 de março de 2017

Mais um grande evento com a participação do senador Wilder Morais (PP) e forte presença de público foi realizado. Dessa vez a palestra “a senha é determinação” foi realizada na cidade de Senador Canedo, na sexta-feira (24), quando o senador discorreu sobre a importância da educação como ferramenta transformadora.

O evento foi realizado no Espaço Fama, no Setor Canedo, localizado numa rua que leva o nome de um goiano muito importante no cenário nacional literário: Bernardo Élis, o único goiano a fazer parte da Academia Brasileira de Letras.

O senador Wilder Morais, presidente estadual do Partido Progressista, vem realizando inúmeras palestras ultimamente. E sua agenda está repleta de novas palestras, cujo tema é “A senha é determinação”. Entre as mais de 400 pessoas que assistiram ao senador discorrer sobre a importância transformadora da educação em sua vida, estavam o prefeito da cidade Divino Lemes, a primeira-dama Laudeni Lemes, o deputado estadual Sérgio Bravo (PROS), os vereadores da cidade (exceto Jaime Ferreira – PROS, de 28 anos, que morreu justamente no momento em que Wilder proferia a palestra, fato que foi divulgado pelo próprio senador aos presentes), vários empresários locais.

Elogiado por sua postura parlamentar por todos que falaram antes dele, Wilder agradeceu as palavras elogiosas de todos. Disse que é “um senador que trabalha por todos os municípios goianos, independentemente da cor partidária dos prefeitos”. Há uma frase do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela que Wilder cita sempre em suas palestras. Frase esta que ele ressalta ser um exemplo do seu conteúdo: “A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo”.

Segundo o parlamentar, seu pai foi muito importante para ele que estudasse. Wilder conta que disse ao pai que não queria estudar, e ele concordou com o filho, mas, em sua “pedagogia de homem da roça”, levou o filho a uma loja de ferragem de Taquaral de Goiás, cidade natal do senador. Lá comprou uma enxada de duas polegadas (“daquela bem enorme”) e levou Wilder para roça: “Foram poucas enxadadas e eu perguntei a meu pai como era mesmo a história de estudar, mas ele disse que iria falar comigo sobre o assunto só depois de terminarmos de capinar a área da fazenda em que ele trabalhava como lavrador”.

Ele disse: “a enxada me trouxe aqui”. Isso para destacar o quanto foi importante para ele ter optado pelos estudos para transformar profissionalmente sua vida de menino pobre do interior, cuja família nem casa própria tinha. Fato superado depois que ele se formou na PUC-Goiás (antiga Universidade Católica de Goiás) como engenheiro civil e foi trabalhar ainda estudando como estagiário na empresa de engenharia Construsan, da qual Wilder chegou a presidente, mas que pediu demissão para montar a sua própria empresa com dois amigos de curso: Orca Construtora.

Wilder, no entanto, ressalta na palestra que não tem nada contra a enxada, inclusive destaca que ela está ligada ao campo, do qual “vem o equilíbrio da Balança Comercial brasileira, o emprego, a renda, o alimento na mesa de todo continente”. Disse mais: “Quem vive na cidade deve ao trabalhador rural, ao homem do campo, ao fazendeiro, ao lavrador, ao tratorista, ao veterinário, ao agrônomo, ao zootecnista, ao vaqueiro, ao produtor, enfim, a quem labuta na roça”.

Wilder se dirigiu aos estudantes na plateia, estimulando-os a estudar, pois, com “determinação”, eles podem ser médico, advogado, engenheiro. Aos pais, pediu que invistam na educação dos filhos. Encerrando a palestra, citou a frase de Nelson Mandela.