Indústria da Eslovênia manifesta interesse em vir para Anápolis

postado em: Notícias | 0

O vice-governador de Goiás Lincoln Tejota e o secretário de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Wilder Morais, ambos representando o governador Ronaldo Caiado, receberam na terça-feira (18/02) o embaixador da Eslovênia Gorazd Recenlj, que veio acompanhado de empresários da indústria bélica Arex, interessada em expandir a fabricação de armas por meio da DFA, sediada em Anápolis.

Durante a reunião, os executivos eslovenos apresentaram o trabalho realizado entre os dois países para a implementação, em Goiás, do projeto na área de defesa. A Arex conseguiu do Ministério da Defesa e do Estado Maior do Exército Brasileiro a primeira autorização, em 80 anos, para produção de armamento no Brasil, o que será feito por meio da nacionalização da empresa Delfire Arms (DFA).

As instalações estão prontas no Distrito Agro-Industrial de Anápolis com 10 mil m2 construídos e a produção está prevista para o início de 2021. A capacidade é de fabricação de 90 mil pistolas modelos 9 mm e 380 no primeiro ano, destinadas aos mercados interno e externo.

“O governador Ronaldo Caiado tem atuado para a atração de investimentos para Goiás e toda equipe de governo está afinada com parceiros que possam agregar desenvolvimento para nosso Estado”, disse o vice-governador Lincoln Tejota. Segundo o secretário Wilder Morais, a empresa eslovena fará investimentos em tecnologia e, de imediato, serão gerados 195 empregos diretos e 950 indiretos.

“Anápolis tem as condições geopolíticas e econômicas e o projeto contempla as vocações da cidade nas áreas de defesa, indústria e logística. O próximo passo será a concessão dos incentivos fiscais, com a assinatura, em breve do Protocolo de Intenções”, explica Wilder.

A estimativa da empresa eslovena é de faturamento de 2,5 bilhões em cinco anos de operação.