Governo avança na negociação com chineses para construção do VLT

postado em: Notícias | 0

O governador Ronaldo Caiado recebeu neste sábado (30/3), ao lado do secretário de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Wilder Morais, o presidente da multinacional BYD (Build Your Dreams), Tyler Li; o diretor de Negócios no Brasil, Alexandre Liu; e o representante da empresa em Brasília, Kleber Porciúncula. Também participou da reunião, representando o Sindicato das Empresas de Ônibus, Edmundo Pinheiro.

Durante o encontro, os empresários falaram sobre a boa surpresa que tiveram ao conhecer Goiânia e demonstraram grande interesse em investir em Goiás. “Goiânia é uma cidade muito bonita. Quero conhecer mais Goiás e voltaremos mais aqui. Nesse Estado temos muitas oportunidades de investimento”, disse Tyler Li. Multinacional de origem chinesa, a BDY está presente em mais de 50 países e é especializada em alta tecnologia de energia limpa. Os representantes da empresa já haviam se manifestado a favor de investir numa fábrica em Goiás e na implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na linha do Eixo Anhanguera.

O representante do Sindicato das Empresas de Ônibus, Edmundo Pinheiro, ressaltou sua disposição em contribuir com qualquer solução que o Governo de Goiás apresentar para o Eixo Anhanguera. “Temos todo o interesse de apoiar de todas as formas possíveis essa análise dos empresários estrangeiros para que seja feita com a maior qualidade. Temos muita riqueza de informações e vamos contribuir”, afirmou Edmundo.

Logo após a reunião, o grupo sobrevoou a Plataforma Multimodal, em Anápolis, para conferir de perto a capacidade logística de Goiás em escoar mercadorias produzidas no Estado. O prefeito da cidade, Roberto Naves, recebeu a comitiva do governador. Disse estar animado com a possibilidade de investimento em Goiás de uma empresa do porte da BYD.

O governador Ronaldo Caiado garantiu ao grupo a disposição de 2 milhões de hectares no Distrito Agroindustrial de Anápolis para investimentos em uma fábrica. “Goiás está aberto e a inteira disposição. O grupo chinês BYD é um dos maiores grupos do mundo, com expertise em ônibus, caminhões e maquinários elétricos, que vieram ver duas alternativas de negócios. Um na plataforma logística. E o outro: um projeto de monotrilho suspenso no trajeto da Avenida Anhanguera. Estive com ele visitando Anápolis, que hoje é um verdadeiro potencial logístico, principalmente após o Leilão da Norte Sul. A partir de agora aquele complexo passa a ser realidade”, conta Caiado.

O secretário de Indústria, Comércio e Serviços garantiu que disponibilizará aos empresários um estudo com todas as potencialidades de todas as regiões de Goiás. “Essa empresa é uma das maiores do mundo na área de ônibus elétricos, de baterias, em inovação tecnológica. Estamos dando todo suporte para que conheçam e estudem as potencialidades do Estado”, contou Wilder.

Após a visita a Anápolis, o grupo percorreu todos 14 quilômetros de extensão do Eixo Anhanguera, corredor de transporte coletivo exclusivo na modalidade BRT. Começando pelo terminal de embarque do Jardim Novo Mundo, terminando no Setor Padre Pelágio. Foi vistoriado terminal por terminal. As atuais estruturas foram analisadas minuciosamente.

O governador destacou o fato de que a tecnologia da empresa chinesa BYD pode somar mais conhecimento sobre energia limpa ao Estado. “Além do menor preço, buscamos qualidade e respeito ao meio ambiente”, disse.

As negociações entre o Governo de Goiás e a empresa começaram durante a visita do governador e do secretário Wilder Morais ao stand da BYD na 25ª Edição da Intermodal South America 2019, em São Paulo, no dia 21 deste mês.