Senador Wilder leva financiamentos para Caldas Novas

postado em: Notícias | 0

 

 

A relação de Wilder Morais com Caldas Novas não é de hoje. Durante todo o mandato que desenvolve em Brasília ele tem se dedicado à defesa do município em busca de emendas e financiamentos.

Há menos de um mês, o senador  conseguiu junto à Caixa Econômica Federal R$ 750 mil para o Fundo Municipal de Saúde de Caldas Novas.

O recurso será destinado à reforma do Hospital de Pronto Atendimento Infantil e a Maternidade. Para conseguir os recursos, Wilder tenta de todos os jeitos visitar ministros e formar parcerias com parlamentares e gestores do Governo Federal.

A assinatura para este convênio já foi firmada pelo prefeito Evandro Magal e representantes da Caixa. De acordo com Magal, a licitação para as obras será lançada nos próximos dias; ele espera incluir em breve a unidade do município dentre as melhores do Estado.

Dentre as emendas, destaca-se a que possibilitou a reforma do Centro Cirúrgico. “Tenho uma relação e um carinho muito próximo com Caldas. Sempre busco estar presente em todos os momentos da cidade. Quer como senador ou como amigo. Aqui reencontro gente de bem. Pessoas que amam esta cidade”,ressalta Wilder Morais.

“Meu gabinete está sempre de portas abertas para esta cidade. Estou absolutamente convencido que Caldas servirá de modelo administrativo para o nosso Estado”, destaca Wilder Morais.

O senador também se comprometeu em  buscar recursos do Orçamento Federal para a construção de um centro de zoonoses. É meta do senador e do prefeito Magal construírem um canil e um Departamento de Veterinária.

“Sempre vou dedicar nas minhas emendas parlamentares uma importante cota para Caldas Novas, pois desta forma posso colaborar com ações de saúde, educação e infraestrutura. A população do município pode sempre contar com meu apoio irrestrito”, afirma.

Outra luta de Wilder tem sido a construção de um campus da Universidade Federal de Goiás (UFG) em Caldas Novas. Wilder colocou o prefeito Evandro Magal frente a frente com o gabinete do Ministro da Educação, Mendonça Filho.

E o ministro já deu aval para que o município busque as parcerias necessárias e viabilize a chegada de uma UFG no município.

Wilder afirma que é fundamental a parceria de todos envolvidos e que mais educação é o que falta para Caldas Novas tornar-se ainda mais reconhecida nacionalmente.  “Um centro de tecnologia e educação, uma unidade da Federal em Caldas, tudo isso vai fazer a cidade avançar 25 anos em 5. Teremos grande capacitação de mão de obra qualificada”, declara.

Wilder diz que Caldas é uma cidade que ele tem ajudado bastante. “Conquistei recursos para reforma do hospital municipal e também foi fundamental a minha ajuda para construção de 768 apartamentos no conjunto habitacional Filomeno Vieira, região do Itanhanga II”.

Na sexta-feira passada, 22, ele visitou o hospital Nossa Senhora Aparecida, que dispõe de 20 leitos de UTI. “Vou tratar pessoalmente com o Ministro da Saúde para que os 20 leitos de UTI sejam credenciados com o SUS”.

Wilder relata no plenário: Goiás terá duas novas federais

postado em: Notícias | 0

 

 

 

 

Reportagem do Diário da Manhã, edição desta quinta-feira, 22, trata da atuação do senador Wilder Morais para garantir a criação das universidades federais de Catalão e Jataí.

 

SÓ FALTA SANÇÃO

Aprovado em definitivo duas universidades federais para Goiás

Senado aprova em definitivo no começo da noite de quarta-feira a criação da Universidade Federal Jataí (UFJ) e Universidade Federal de Catalão (UFCat)

Welliton Carlos

A proposta de criação de duas novas universidades em Goiás (Catalão e Jataí) foi aprovada em definitivo ontem, 22, no começo da noite pelo plenário do Senado Federal. Relator da proposta em plenário, o senador Wilder Morais (Progressistas-GO) disse que o compromisso agora é com a criação das universidades federais do Entorno do Distrito Federal e do Norte Goiano – já inclusas no Plano Plurianual com orçamento de R$ 150 milhões.
Após a aprovação de ontem, o projeto das novas federais segue para sanção presidencial.
A surpresa da votação um dia após a aprovação do projeto na Comissão de Educação se deve principalmente pela articulação em plenário para que a matéria não ficasse esquecida no parlamento.

Na terça-feira, Lúcia Vânia (PSB-GO) e Ronaldo Caiado (DEM-GO) relataram a proposta na comissão temática. Antes, em dezembro do ano passado, o projeto de lei de criação das universidades foi aprovado na Câmara dos Deputados.

A Universidade Federal de Catalão (UFCat) e a Universidade Federal Jataí (UFJ) terão autonomia financeira e mais vagas destinadas aos cursos de ponta com sua separação da UFG.

 

PODER EXECUTIVO

A proposta que cria as universidades partiu do Poder Executivo, através do Projeto de Lei (PL) 5275/16. É uma tendência cada vez maior de regionalização do conhecimento científico, tendo em vista o desenvolvimento uniforme dos Estados.

A proposta da criação das universidades do Entorno do Distrito Federal e Norte goiano seguem em tramitação no Senado e a expectativa é de que sejam votadas ainda neste ano, tendo início das obras para suas instalações no final de 2019.

Senador Wilder garante universidades de Catalão e Jataí e articula criação de novas federais

postado em: Notícias | 0

Reportagem veiculada no Jornal Urgente

O senador Wilder Morais (PP-GO) é um dos principais articuladores da bancada goiana para a criação de quatro universidades no interior goiano.  Sub-relator na comissão que iniciou os trabalhos para a conversão das unidades de Catalão e Jataí  em universidades independentes, ele também iniciou as articulações para a criação das universidades federais do Entorno do Distrito Federal e Norte goiano. As duas últimas já foram incluídas no Orçamento do Plano Plurianual, com orçamento estimado de R$ 150 milhões.

Nesta nesta terça-feira, 20, Wilder comemorou a aprovação no Senado,  através da Comissão de Educação, de mais uma etapa para a criação de duas universidades em Goiás.

UFG de Jataí terá autonomia e se transformará em universidade federal independente: senador Wilder Morais articula outras duas universidades para goianos

A proposta de criação das duas novas universidades foi aprovada anteriormente na Câmara dos Deputados, em dezembro.

“No dia 19 de dezembro, a Universidade Federal de Catalão (UFCat) e a Universidade Federal Jataí (UFJ) deram um passo decisivo para serem efetivadas.  Nesta terça-feira, 20, com a aprovação no Senado, através da relatoria e trabalho dos senadores Ronaldo Caiado e Lúcia Vânia, é praticamente certa sua concretização”, lembrou Wilder.

Wilder Morais explica que as duas unidades serão criadas a partir da estrutura já existente na Regional Catalão e Jataí da Universidade Federal de Goiás.

O senador lembra que a proposta que cria as universidades teve início com o Poder Executivo, através do Projeto de Lei (PL) 5275/16, e foi trabalhada pela bancada goiana.

O senador diz que vai articular junto aos demais senadores a aprovação da lei, que assim seguirá para sanção presidencial. Wilder lidera um grupo de 13 senadores na casa, sendo determinante para aprovação da proposta.

“Fui sub-relator em 2013 quando discutimos a criação destas universidades. Tive oportunidade de colocar a primeira rubrica para termos o orçamento destas instituições. Apresentei e aprovei uma semana antes deste carnaval um requerimento de urgência para que possamos votar o mais rápido possível esta criação. Com isso ganha o povo de Goiás. E vamos também aprovar a Universidade Federal do Norte e do Entorno de Brasília. A minha missão é colocar mais estas duas universidades em nosso Estado”, diz o senador goiano.

EDUCAÇÃO

Autor de projeto de lei que modificou a Lei de Diretrizes e Bases (LDB), tendo em vista amplificar o investimento em educação e ciência a partir do incremento de fundos privados, Wilder defende a interiorização das universidades.

Ainda em 2016, o parlamentar conseguiu incluir na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização sua proposta de emenda no valor referencial de R$ 150 milhões para a construção das unidades públicas e gratuitas.

O senador diz que as propostas e projetos costumam demorar em sua tramitação, principalmente pela burocracia dos procedimentos, mas quando o “sonho torna-se realidade” é muito bom. “Acho que todos os goianos devem comemorar. Novas universidades significam autonomia, mais produção científica, mais conhecimento, trabalho e desenvolvimento. Catalão e Jataí terão um salto. Em breve veremos os resultados”.

Senador Wilder comemora aprovação de duas novas universidades goianas

postado em: Notícias | 0

 

 

 

Campus da UFG de Jataí: unidade será desmembrada da UFG e se transformará na UFJ (Foto: Reprodução)

 

O senador Wilder Morais (PP-GO) comemorou nesta terça-feira, 20, a aprovação no Congresso Nacional para a criação de duas universidades em Goiás. Autor de projeto de lei que modificou a Lei de Diretrizes e Bases (LDB), tendo em vista amplificar o investimento em educação e ciência a partir do incremento de fundos privados, Wilder deseja que Goiás tenha mais quatro universidades para atender aos desejos dos goianos de interiorização do ensino público.

Em 2017, o parlamentar conseguiu incluir na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização sua proposta de emenda no valor referencial de R$ 150 milhões para a construção das unidades públicas e gratuitas. Uma delas será destinada para a região Norte e outra para a região Nordeste do Estado, afirma o senador.

Agora, nesta terça-feira, a Comissão de Educação do Senado aprovou em definitivo a criação das Universidade Federal de Catalão e a Universidade Federal de Jataí.  Para Wilder Morais,  a regionalização é necessária, principalmente para fazer justiça aos moradores e familiares, que muitas vezes são obrigados a verem seus filhos se desdobrarem para morar fora.

“Fui sub-relator em 2013 quando discutimos a criação destas universidades. Tive oportunidade de colocar a primeira rubrica para termos o orçamento destas universidades. Apresentei e aprovei uma semana antes deste carnaval um requerimento de urgência para que possamos votar o mais rápido possível esta criação. Com isso ganha o povo de Goiás. E vamos também aprovar a Universidade Federal do Norte e do Entorno de Brasília. A minha missão é colocar mais estas duas universidades em Goiás”, diz Wilder, contente com a tramitação.

O senador diz que as propostas e projetos costumam demorar em sua tramitação, principalmente pela burocracia dos procedimentos, mas quando o “sonho torna-se realidade” é muito bom. “Acho que todos os goianos devem comemorar. Novas universidades significam autonomia, mais produção científica, mais conhecimento, trabalho e desenvolvimento. Catalão e Jataí terão um salto. Em breve veremos os resultados”.

ESTRUTURA

A proposta de criação das duas novas universidades já foi aprovada na Câmara dos Deputados. No dia 19 de dezembro, a Universidade Federal de Catalão (UFCat) e a Universidade Federal Jataí (UFJ) deram um passo decisivo para serem efetivadas.  Agora com a aprovação no Senado, é praticamente certa sua concretização.

Conforme Wilder Morais, as duas unidades serão criadas a partir da estrutura já existente na Regional Catalão e Jataí da Universidade Federal de Goiás.

A proposta que cria as universidades partiu do Poder Executivo, através do Projeto de Lei (PL) 5275/16.

Com a aprovação na Comissão de Educação, após relatório da senadora Lúcia Vânia (PSB-GO), e com a avaliação do plenário do Senado, a proposta de lei seguirá para sanção presidencial.

Wilder, Gustavo Mendanha e ministros entregam obra em Aparecida

postado em: Notícias | 0

 

Wilder Morais, Maguito Vilela e ministros durante solenidade de entrega de obras em Aparecida

 

Uma grande mobilização na tarde de segunda-feira, 19, em Aparecida de Goiânia reuniu o senador Wilder Morais, ministros Helder Barbalho (Integração Nacional) e Alexandre Baldy (Cidades), prefeito Gustavo Mendanha, deputados Daniel Vilela e Pedro Chaves, vice-prefeito Veter Martins, o ex-governador Maguito Vilela dentre outras autoridades, para inaugurar as obras de recuperação de erosão, pavimentação e galerias pluviais do Jardim Luz.

A festa começou às 16h30 com discursos emocionados e referências às parcerias entre as unidades da Federação. O senador Wilder destacou o caráter municipalista de sua atuação no Senado, uma vez que tem se dedicado a conseguir recursos e investimentos para obras nos municípios goianos.
Apenas para Aparecida, o senador Wilder conseguiu nos últimos anos R$ 30 milhões entre orçamentos e emendas parlamentares.
As obras do Jardim Luz abrangem a recuperação de uma erosão que incomodava moradores e que ameaça uma área próxima de nascente. Wilder diz que além da contenção da erosão os recursos foram destinados para a construção de galerias pluviais.
Antes da inauguração das obras, o senador Wilder, ministro e autoridades sobrevoaram de helicóptero outros bairros onde há também registro de problemas com erosões, tendo em vista nova liberação de recursos.
Gustavo Mendanha agradeceu as parcerias e a dedicação do ministro Helder Barbalho, além do desprendimento de Wilder para correr atrás de recursos para Aparecida de Goiânia.
Além de recursos para infraestrutura, Wilder também articulou junto aos órgãos federais para liberar R$ 16 milhões destinados à aquisição de equipamentos do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia. “Agradeço a Deus por tudo. E a vocês. Saibam que Aparecida tem um senador. E o nome dele é Wilder Morais”, disse Wilder no evento.

Wilder quer política de segurança para fronteiras

postado em: Notícias | 0
Senador Wilder sugere policiamento nas fronteiras para que ocorra redução de tráfico de drogas dentro do país

 

O senador Wilder Morais (PP-GO) espera que a gestão do emedebista Michel Temer tenha os olhos voltados para a segurança pública em seu último ano.

Para Wilder,  a segurança é tema de extrema urgência  e não pode mais ser ignorado pela Presidência da República.

De acordo com senador Wilder, a ideia de criação de uma Polícia de Fronteira seria uma grande contribuição de Temer.

Para ele, os gestores não podem ignorar a epidemia enfrentada pelos estados.  “Um dos motivos da violência nos estados é o tráfico de drogas. E o Brasil não produz tóxico, com poucas exceções. A droga entra pelas fronteiras”.

O parlamentar goiano diz que a União não pode abandonar os governadores para lidarem com um problema grave e que não tem aparente solução. “Temos estados carentes de recursos para investir em presídios, faltam profissionais e existe hoje no Brasil uma legislação que convida o bandido a praticar o crime. Então, é preciso mudar a orientação de combate. A que está aí falhou”, diz Wilder Morais, que reconhece os esforços de Temer para mudar uma realidade de inércia no combate ao crime.

O senador goiano diz que já apresentou várias propostas para a segurança pública.

A mais debatida é a revogação do “Estatuto do Desarmamento”, que já passou pelas principais comissões do Senado, com grande índice de aprovação pelos demais parlamentares.

Para Wilder, proibir o cidadão de se defender é um absurdo.

Outra sugestão de Wilder trata da padronização do efetivo de policiais por habitantes e a criação de fundos para a construção de presídios.

O senador diz que a padronização de policiais por habitantes seria um modelo a ser debatido, tendo em vista a mensuração do princípio da eficiência.  Wilder concorda que investir em mais policiamento não significa necessariamente redução dos índices de violência, mas aumenta a satisfação dos moradores com a sensação de segurança e se não melhora também não piora em nada o combate à violência.

EDUCAÇÃO

O parlamentar goiano sugere outras modificações de postura, desde que a União se comprometa a efetivamente participar das ações de segurança. Wilder diz que não basta, por exemplo, a União criar uma ‘polícia especial’ como a Força Nacional ou a Polícia de Fronteira. É preciso investir em logística, investigação e, sobretudo, educação.

Wilder lembra que o combate da violência não pode ocorrer com frases de efeito ou apenas reuniões. Para o senador goiano, é preciso orçamento e recursos. E saber distribui-los. “A primeira questão é saber que segurança não significa combate ao crime apenas. Se colocamos um jovem em uma escola, e lá mantermos uma educação de qualidade, estamos preparando alguém para o futuro e que agirá contra qualquer mecanismo de violência”.

No caso de Goiás, Wilder afirma que a União pode muito bem ajudar a equipar a Polícia Militar e Civil que atua no Entorno do Distrito Federal – região considerada com altos índices de criminalidade, conforme o “Mapa da Violência”.

Para Wilder, o Entorno é uma das regiões mais ricas do Brasil e a questão da criminalidade é tópica e deve ser controlada com ações variadas, como a atenção às mães solteiras e que apresentam dificuldades em cuidar dos filhos.

Senador Wilder leva R$ 1,230 milhão para Goiatuba

postado em: Notícias | 0
Goiatuba: município tem recursos empenhados graças ao trabalho do senador Wilder (Foto: Reprodução/https://www.guiadoturismobrasil.com)

 

Goiatuba celebrou nesta semana as emendas orçamentárias enviadas pelo senador Wilder Morais (PP-GO).

Já foram empenhadas duas emendas: R$ 250 mil para obras, via Ministério das Cidades, e R$ 80 mil para a compra de ambulância.

Os recursos chegam após atividade parlamentar de Wilder, que é legalmente autorizado a repassar os valores para o município através de seu mandato.

O Governo Federal já pagou R$ 400 mil para o município realizar ações em saúde especializada a partir de emendas do senador Wilder.

Outros R$ 500 mil foram conseguidos pelo senador no Ministério do Turismo.

O parlamentar escreveu mensagem para o município, em que reitera compromisso com os moradores e gestores, tendo em vista tornar a cidade em uma das mais desenvolvidas do Estado.

EMPREGOS

Wilder reconhece no município um polo de agroindústria e serviços que tem tudo para crescer. “Pretendemos impactar a região com geração de empregos. Vamos procurar, através das próximas emendas concentrar em obras que possam gerar novos postos de trabalho”.

As emendas orçamentárias são discricionárias. Ou seja, o senador não tem obrigação em atender determinado município. Se o faz é por se sensibilizar com a situação da municipalidade contemplada. No caso de Goiatuba, Wilder justifica o conjunto de emendas por conta do caráter esforçado do povo do município, que tem melhorado seus índices de desenvolvimento humano às custas de trabalho e estudo.

Senador Wilder consegue R$ 250 mil para obras em Adelândia

postado em: Notícias | 0

 

Equipe da Prefeitura de Adelândia: prefeito mostra contrato celebrado após emenda de Wilder Morais (Foto: Divulgação) 

 

O senador Wilder Morais (PP-GO) foi responsável pelo envio de emenda de R$ 250 mil para a Prefeitura de Adelândia construir calçadas públicas.

O prefeito Joaquim dos Reis  (PP) gravou vídeo nesta terça-feira, 6, em que agradece o senador pelo trabalho municipalista e reafirmou que a construção deve começar já nos próximos dias. “Adelândia fica toda agradecida por esta emenda, que será de grande valia para toda a população. O senador Wilder é um amigo de todos”, diz Joaquim.

Após assinar o contrato de repasse dos recursos, Joaquim ofereceu um café da manhã para comemorar os valores.

Wilder afirma que as emendas parlamentares são uma forma do representante do Estado no Congresso Nacional fazer justiça com as cidades, uma vez que muitas vezes os recursos da União não chegam por desconhecimento da realidade de cada município.

Prefeito de Adelândia Joaquim dos Reis assina contrato de emenda enviada pelo senador Wilder

 

O parlamentar tem realizado ‘tour’ de entrega de emendas nas cidades goianas. Na segunda-feira, 5, Wilder conseguiu R$ 750 mil para Caldas Novas, por meio de financiamento. E no sábado passado, 3, ele entregou R$ 180 mil para unidade de saúde, além de ver os equipamentos comprados com emenda já entregues no valor de R$ 680 mil.

 

 

Wilder Morais conquista R$ 750 mil para saúde de Caldas Novas

postado em: Notícias | 0

 

O senador Wilder Morais (PP-GO) conseguiu junto à Caixa Econômica Federal R$ 750 mil para o Fundo Municipal de Saúde de Caldas Novas tendo em vista a reforma do Hospital de Pronto Atendimento Infantil e a Maternidade. Após reunião na sede da Caixa, o senador Wilder e o deputado federal Giuseppe Vecci (PSDB), que também auxiliou na liberação dos recursos, acompanharam o convênio entre os gestores do banco e o prefeito Evandro Magal.

O gestor de Caldas Novas afirma que a licitação para as obras será lançada nos próximos dias e espera incluir em breve a unidade do município dentre as melhores do Estado.

TAQUARAL

Nos últimos dias, Wilder tem apresentado o resultado das emendas orçamentárias que requereu no Congresso Nacional.

No sábado, 3, ele entregou R$ 680 mil em emendas parlamentares para a aplicação na saúde especializada de Taquaral. Ele realizou também o repasse de R$ 150 mil em recursos destinados à Unidade Básica de Saúde Doralice Galdino Rocha, do município.

Em artigo publicado no DM, Wilder propõe ação para reduzir violência

postado em: Notícias | 0

Sem segurança não há futuro

 

Wilder Morais

Eduque os meninos, e não precisarás punir os homens, diz o provérbio. É um lado da verdade, mas vou além: sem punir os criminosos, não conseguirás educar as crianças.

A impunidade e a violência, além das vidas e patrimônios que destroem, deseducam nossos jovens, impedem que entendam os valores da ética e do trabalho. Basta ver os abusos cotidianos que sofrem os professores e os trágicos casos de crimes nas escolas, como a barbárie de Alexânia, ou as escolas cariocas fechadas pelas balas perdidas do tráfico.

Fui relator da Avaliação da Política Nacional de Segurança Pública no Senado Federal e afirmo: o quadro é desolador. Detectamos quatro grandes problemas e soluções: fronteiras fracas, presídios sem controle, população indefesa e

crime organizado dominando as cidades.

Hoje falaremos sobre o caos nas fronteiras. Este problema está na raiz dos demais. Por elas entram as drogas que enriquecem e as armas que protegem os criminosos nas cidades. Para controlar as suas rotas que se organizou o crime no Brasil e fechando-as tiramos a razão de ser das facções que matam nossa juventude de norte a sul.

O Brasil tem mais 15 mil km de divisa terrestre com os maiores produtores de cocaína do mundo. A fiscalização seria da Polícia Federal e das Forças Armadas. A primeira tem poucos servidores para tantas tarefas complexas (15 mil agentes para fronteiras, tráfico, corrupção, etc) e a segunda foi desenhada para se defender de exércitos invasores, não de contrabandistas.

Por isso propus no Relatório a criação da Polícia Nacional de Fronteira, uma força especializada, treinada para patrulhar fronteiras, equipada com alta tecnologia e integrada às demais forças nacionais e estrangeiras que atue dia e noite em toda a fronteira seca. Com a volta das atividades parlamentares, coletarei assinaturas para apresentar a PEC das fronteiras para construirmos esta organização.

É hora de pensarmos grande, com coragem e urgência. Precisamos reconquistar o Brasil, fazer valerem nossas leis e expulsar o crime da vida das nossas famílias.

Wilder Morais, engenheiro civil e senador da República